Associação Rendeiras de Alcaçuz

Localização Travessa das Rendeiras, S/N - bairro Alcaçuz - Nisia Floresta/RN - CEP 59164-000
Contatos AbrirFechar
E-mail cleisonaleixo@hotmail.com
Copiar
Telefone (84) 99154-1159
Contato Cleison Aleixo Freire (os contatos devem ser feitos preferencialmente via whatsapp)

 

“É uma coisa que não tem preço. Produz por amor, veio de tradição, você não quer deixar morrer. Seria uma perda muito grande. A gente faz com carinho, com amor, ali tem uma história de vida”. Cleison Aleixo Freire

 As mãos que criam, criam o quê?

Não se sabe, exatamente, quando a Renda de Bilro chegou ao distrito de Alcaçuz. Na lembrança das pessoas de lá, a renda era feita antes de suas bisavós, que ensinaram a suas avós que, por sua vez, ensinaram às suas mães…

A Associação Rendeiras de Alcaçuz, composta por 72 pessoas - 71 mulheres e 01 homem - já trabalhava coletivamente antes do ano 2000, quando se formalizaram como associação e, por meio de um projeto, construíram sua sede própria no distrito.  

Para produzir a renda, suas ferramentas são o bilro - "um pedaço de madeira enchido de linha” - e a almofada – recheada com folhas de bananeira - como suporte. O desenho do molde em papelão é engomado com “angú”, feito de goma de macaxeira. Dizem que, com a goma, o papelão fica duro como couro e resiste por gerações.

 A partir do entrelaçamento das linhas de algodão, constroem pontos chamados meia pancada, talsa, coentro e trança, que vão formar seus xales, vestidos, caminhos de mesa, saia, blusas, colete e até colchas de cama. Tradicionalmente brancas e, atualmente, também muito coloridas.

 O tempo do trabalho é longo, pois cada ponto é importante e minucioso para o resultado final. A associação também fornece a renda em metros para interessados em utilizá-la em aplicações e outros produtos.

 O grupo tem a maturidade do tempo, do saber antigo, e participa de feiras nacionais e regionais. Expõem seus produtos em Ponta Negra, área turística da capital Natal, e enviam seus produtos para lojistas e para o Museu do Folclore no Rio de Janeiro. Também já foram representantes do Rio Grande do Norte, em uma exposição do turismo brasileiro em Portugal, em 2017.

 Quem cria?

O grupo que cria tinha o hábito de se reunir embaixo de uma árvore já nos anos 1990. Entendem a importância de preservar sua herança cultural, o saber e a tradição da renda.

Passaram a trabalhar na sede e, atualmente, produzem em suas casas. Entre uma atividade e outra, sempre estão com as almofadas no colo. Se reúnem em reuniões mensais, em idas a Natal para demonstrar o trabalho e fazem atividades comunitárias, como a limpeza da lagoa, gincanas e arrecadações solidárias.

Onde criam?

O município de Nísia Floresta localiza-se próximo à capital do Rio Grande do Norte, Natal. Ganhou o nome de sua mais conhecida filha, uma das mais importantes escritora e poetisa abolicionista do século XIX. Com aproximadamente 28 mil habitantes, Alcaçuz é o único bairro onde há produção de renda de bilro.

A região é conhecida por suas belezas naturais, praias e as 26 lagoas de água doce que atraem visitantes de todo o mundo. Alcaçuz também abriga uma das lagoas mais famosas, a Lagoa de Alcaçuz. No distrito também se desenvolve atividades de agricultura e pesca, com o plantio de  macaxeira, melancia, milho e feijão, e a criação de camarão em viveiros.

Localização
Técnica relacionada